Um estudo recente da Fraunhofer Cluster Circular Plastics Economy para a FEVE (Federação Europeia de Vidro de Embalagem), o vidro é o material com melhor capacidade de reciclagem, sendo o único 100% reciclável e, por isso, a melhor opção para embalagem.

O estudo mostra que há vários aspetos que influenciam a reciclagem, tais como o design da embalagem, as propriedades de reciclagem dos materiais e os processos de reciclagem disponíveis. A maioria dos componentes das embalagens de vidro corresponde a nanomateriais e é fácil separa rótulos e tampas, sem necessidade de adicionar químicos para este processo. O vidro pode, por isso, ser reciclado várias vezes de forma eficiente.

O papel e o plástico diferenciam-se porque são compostos por várias camadas de materiais mais difícil de separar no ato de reciclar. Durante o processo de reciclagem, os materiais que compõem o papel, o plástico e o alumínio perdem qualidade e, por isso, têm um número limitado de vezes que é possível serem reciclados. A reciclagem de plástico, papel e alumínio requer ainda a adição de matérias-primas virgens.

Por fim, o estudo destaca a qualidade do vidro na conservação de alimentos e bebidas porque é um material quimicamente inerte e, por isso, não afeta o conteúdo, não sofre de corrosão nem da oxidação ambiental.

O vidro, além de um bom material reciclável, é também uma boa opção por ser resistente, impermeável, natural, versátil e ajuda a preservar os recursos naturais, pois o principal componente para o fabrico de embalagens de vidro é o vidro reciclado.

Artigo anteriorBMW i7: topo de gama terá em 2022 o seu ano de estreia
Próximo artigoPolícia de Nova Iorque quer ter frota 100% elétrica até 2035

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of