O novo executivo do município de Lisboa, saído das eleições autárquicas de 26 de setembro, já inscreveu duas das medidas que prometeu na sua proposta de Orçamento para 2022: os transportes públicos gratuitos e o desconto de 50% na EMEL.

A medida respeitante aos transportes públicos gratuitos abrange residentes menores de 23 anos e maiores de 65 anos, tendo um custo de 12 milhões de euros. Na prática, a autarquia irá pagar os passes Navegante destas pessoas à Transportes Metropolitanos de Lisboa. 

Por seu lado, o pagamento de metade do valor do estacionamento para residentes, em toda a cidade, tem implícito um custo de 2,5 milhões de euros.

A proposta do orçamento municipal de Lisboa para 2022 foi apresentada pelo vice-presidente e vereador das Finanças, Filipe Anacoreta Correia.

Com uma receita global prevista de 1028 M€, para 2022 e uma despesa total de cerca de 1160 M€, o vice-presidente da edilidade de Lisboa destacou estas como duas das “medidas mais relevantes”, apontando ainda o “Programa Recuperar +”, o plano de saúde gratuito e a devolução de impostos aos lisboetas.

Na apresentação do Orçamento para este ano, Filipe Anacoreta Correia destacou o reforço de 20,7 milhões de euros para 2022 relativamente a 2021 para “diversificar a mobilidade”. Dos 82 milhões de euros de 2021 irá passar-se para 102,7 milhões de euros para estes fim, um incremento de 25%.  Anacoreta Correia não deu, para já, mais pormenores sobre esta política de “diversificar a mobilidade” e para onde irão, em detalhe, os 102,7 milhões de euros.

A proposta de Orçamento, Plano de Atividades e as Grandes Opções do Plano para 2022, Regulamento da Tabela de Taxas, Preços e outras receitas Municipais e Política Fiscal irá agora ser apresentada por Anacoreta no dia 10 de janeiro, 2ª feira, pelas 10 horas, na 4ª reunião da 1ª Comissão Permanente da Assembleia Municipal de Lisboa.

O documento será agora discutido com os restantes partidos e posteriormente votado em sede de Assembleia Municipal.

Artigo anteriorPróximo SUV elétrico Volvo terá condução autónoma não assistida
Próximo artigoNovo Verde e Pingo Doce promovem boas práticas de reciclagem

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of