A Thermor, especialista em soluções térmicas para a casa, definiu cinco tendências que irão marcar o ano de 2022, em matéria de design e decoração da habitação, as quais têm em comum a natureza.

Sustentabilidade, espaços mindfulness com elementos naturais no seu interior são ideias-chave a reter para este ano novo.

Design biofílico

A Thermor afirma que a continuidade do teletrabalho e dos regimes de trabalho flexível levarão a que a tendência biofílica que surgiu o ano passado, de criação de ambientes onde se possa viver e trabalhar com mais saúde e bem-estar físico e mental, “manter-se-á, dando o foco do design inhouse na manutenção do elo entre a casa e a natureza. A criação de ambientes tranquilos e naturais, com iluminação natural e ventilados, com plantas e tons naturais será uma das grandes tendências”, diz a empresa.

Sustentabilidade das casas

A crise energética e a emergência global ambiental, acentuadas o ano passado, tornou esta tendência uma realidade vincada, acentua a Thermor. “Por isso, a sustentabilidade das nossas casas é uma obrigação para todos. Espaços com eficiência energética, pisos radiantes, recurso a termoacumuladores, a painéis solares para autoconsumo, janelas grandes e aproveitamento da luz natural, materiais de mobiliário mais sustentáveis e têxteis amigos do ambiente, tudo no nosso espaço com uma pegada de carbono mais reduzida”, afirmam estes especialistas.

Espaços mindfulness, multifuncionais e de teletrabalho

Com o teletrabalho a obrigar as pessoas a permanecerem mais horas em casa, a Thermor salienta a importância de “desligar das horas de trabalho e recriar pequenos (ou grandes) espaços em casa, com a sua própria personalidade, de reflexão e tranquilidade”. O ano de 2022 “traz-nos uma consciência mais profunda dos nossos espaços e do impacto que têm nas nossas emoções e bem-estar e devemos refletir isto na decoração das nossas casas”, aponta esta empresa para a qual “recriar espaços para as crianças, para o trabalho e para as zonas de desconexão é uma das grandes tendências que havia iniciado com a pandemia e manter-se-á”.

Cores ligadas à natureza

A Thermor declara que, no ano 2022, a natureza também vai inspirar as formas e cores nos ambientes de casa. “Já vemos nas ‘montras’ digitais das grandes marcas o revivalismo e regresso a anos 70, com móveis mais ‘vintage’, formas arredondadas e cores terracota, azuis, laranjas e verdes fortes, tecidos e papéis de parede mais texturizados, dourados a darem novo brilho às casas. Cores com ligação à natureza e com menos ênfase na linha angular dos móveis”, diz a empresa.

Trazer o ar livre da natureza para “dentro” de casa

De acordo com a Thermor, em 2021, assistimos a um boom na procura de casas novas por espaços com exterior, jardins, varandas, ou até fora dos grandes centros urbanos. “Viver a natureza nunca foi tão necessário e pretendido. Por isso, o privilégio, para quem tem, do conforto nos seus espaços exteriores é hoje também uma tendência, com móveis de maior durabilidade, mais elegantes e intencionalmente habitáveis mais horas, para maior entretenimento familiar”, rematam estes especialistas.

Artigo anteriorBobcat lança escavadora 100% livre de petróleo
Próximo artigoCidades feitas para carros? “Esta abordagem está desatualizada”, diz Bolt

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of