A partir de 2028, a Opel irá vender exclusivamente veículos elétricos alimentados a bateria na Europa. A garantia é de Uwe Hochgeschurtz, CEO da Opel para quem não restam dúvidas: “Não há alternativa à eletrificação”.

O responsável do construtor sublinha que, com a eletrificação, “no futuro, a Opel ganhará ainda mais tração com inovações amigas do ambiente”, prometendo a partir de 2024 a oferta de uma versão eletrificada de cada modelo Opel, “sem exceções”.

Ou seja, além da gama eletrificada já disponível, os sucessores do Crossland e do Insignia serão, também eles, eletrificados.

Na estratégia da marca alemã, que pertence ao Grupo Stellantis, um total de 11 modelos Opel serão eletrificados até meados de 2022 – incluindo toda a gama de veículos comerciais ligeiros (VCL).

“A caminho de uma frota livre de emissões, alguns modelos serão propostos, já este ano e exclusivamente, como versões elétricas alimentadas a bateria. Os clientes podem agora encomendar o Opel Combo Life [Combo-e Life], o Vivaro Combi [Vivaro-e] e o Zafira Life [Zafira-e Life] exclusivamente com um motor elétrico”, salienta o fabricante.

Opel Astra, elemento-chave da ofensiva

Nos próximos meses, a nova geração do Opel Astra será o elemento-chave da ofensiva de eletrificação da marca com sede em Rüsselsheim. Depois de celebrar a sua estreia em setembro de 2021, o novo Astra de cinco portas chegará aos clientes na primavera e estará disponível, desde logo, em versão híbrida plug-in. Em 2023, o Astra-e, puramente elétrico, a bateria, completará a gama.

O Combo-e Life e o Zafira-e Life são propulsionados por um motor elétrico de 100 kW/136 cv. A sua bateria de iões de lítio de 50 kWh de capacidade, garante uma autonomia máxima de 280 km.

O Zafira-e Life surge com duas opções de bateria de iões de lítio, de 50 kWh (autonomia de 230 km) ou de 75 kWh (autonomia de 330 km). O Zafira-e Life está disponível em três comprimentos de carroçaria, tendo uma lotação máxima de nove pessoas.

Artigo anteriorPrio Renault Eco Team faz balanço de época vitoriosa
Próximo artigoAs taxas, taxinhas e todas as tarifas pagas pela mobilidade elétrica: como tudo funciona

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of