Moscovo iniciou a fase de teste de um autocarro elétrico articulado com capacidade para 135 passageiros. O veículo, construído pelo fabricante russo KAMAZ, tem uma autonomia de 90 quilómetros com capacidade para atingir uma carga total em 20 minutos.

O autocarro elétrico articulado irá circular nas zonas de maior tráfego e integra o plano de sustentabilidade nos transportes que a capital russa tem empreendido. Em 2021, Moscovo deixou de comprar autocarros a gasóleo, focando-se em soluções amigas do ambiente. Atualmente, já circulam na cidade mil autocarros elétricos e, no próximo ano, pretende comprar 600 autocarros elétricos e iniciar a aquisição de autocarros articulados.

“O autocarro elétrico a ser testado tem um sistema de controlo do clima, travagem automática e vista panorâmica”, disse Nikolai Asasul, diretor-geral da Mosgortrans.

“Moscovo é considerada uma cidade líder na frota de autocarros elétricos na Europa. Continuamos a desenvolver transportes públicos amigos do ambiente. A KAMAZ, fabricante russa de veículos, camiões e motores apresentou um moderno autocarro articulado elétrico para operação de teste, que lançaremos nas estradas de Moscovo. Agora é testado na linha T34, para que cada passageiro possa apreciar o conforto e as inovações do autocarro elétrico”, disse o vereador dos transportes da cidade de Moscovo, Maksim Liksutov.

O mesmo responsável comentou ainda que “o inovador autocarro elétrico articulado, assim como seus antecessores, tem alto desempenho e tem carregamento ultrarrápido – isso ajuda a reduzir a quantidade de emissões nocivas para a atmosfera. Para Moscovo, a disponibilidade de transporte moderno, espaçoso e economicamente viável é uma das medidas mais importantes para melhorar a situação ambiental”.

Sergey Kogogin, diretor-geral da KAMAZ, acrescentou: “estamos muito orgulhosos de sermos pioneiros no desenvolvimento de autocarros elétricos. Muito em breve prevemos ter mais um veículo em teste na cidade de Moscovo”.

Artigo anteriorBateria de inspiração biológica promete aumentar capacidade em cinco vezes
Próximo artigoEuropa quer cidadãos a comprometerem-se com Pacto Climático

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of