A TotalEnergies (38,25%), em conjunto com a Macquarie’s Green Investment Group (GIG) (46,75%) e a RIDG (15%), vai desenvolver um parque de produção de energia eólica de 2 GW na Escócia.

O parque eólico offshore deverá iniciar a produção de energia em 2023 e representa um investimento de quatro mil milhões de libras. Localizado a 30 km da costa oeste de Orkney, a joint venture vai aplicar 140 mil libras para apoiar a cadeia de distribuição local, nomeadamente melhorando as infraestruturas portuárias em Orkney e Caithness. Em comunicado de imprensa, as empresas referem que este investimento “vai promover o emprego e a inovação nesta região”.

O projeto de desenvolvimento do parque eólico iniciou-se com aprofundados estudos de impacto ambiental por forma a garantir que o mesmo se enquadra em todas as dimensões nos objetivos de sustentabilidade do consórcio. Também já foi realizado um acordo para ligação do parque à rede National Grid.

O grupo de empresas espera também que o parque eólico venha a fornecer energia renovável ao Flotta Hydrogen Hub, um parque de produção de hidrogénio verde instalados naquela região escocesa.

Patrick Pouyanné, presidente e CEO da TotalEnergies disse: “Estamos orgulhosos por receber da Crown Estate Scotland os direitos de arrendamento para desenvolver este parque eólico offshore, o maior projeto de energias renováveis ​​da TotalEnergies na Europa até o momento. Este projeto, que complementará as nossas atividades tradicionais na Escócia, é um exemplo perfeito da transformação da nossa empresa. Forneceremos todos os nossos recursos a partir do novo Centro Eólico Offshore do Reino Unido em Aberdeen, que se baseará na experiência das nossas atividades de petróleo e gás e na indústria escocesa, tudo em estreita colaboração com as comunidades locais. Este projeto demonstra ainda mais o nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável da energia eólica offshore e contribuirá para atingir o nosso objetivo de ter 100 GW de capacidade de origem renovável até 2030”.

O West of Orkney Windfarm é o quarto grande projeto eólico offshore que a TotalEnergies  integra no Reino Unido desde 2020. A empresa agora tem participação em projetos com cerca de 5 GW de capacidade no Reino Unido. Esses projetos vão entrar em operação entre 2023 e 2030.

Mark Dooley, chefe global da GIG, disse: “temos sido um investidor de longo prazo no setor eólico offshore do Reino Unido, e estamos muito satisfeitos que o nosso compromisso com esses mercados tenha sido reconhecido. Acreditamos que este acordo será verdadeiramente transformador para a economia escocesa em geral, desbloqueando novas maneiras de acelerar a transição para o Net Zero e criando centenas de empregos verdes”.

Até ao momento, a Macquarie e a GIG apoiaram mais da metade da capacidade de geração eólica offshore do Reino Unido em operação. A GIG investiu em mais de 30 projetos de energia verde na Escócia, apoiando centenas de empregos escoceses sustentáveis.

Mike Hay, diretor do RIDG, disse: “é fantástico que a Crown Estate Scotland compartilhe da nossa visão para o West of Orkney Windfarm, um projeto que foi projetado especificamente em torno deste local para beneficiar as comunidades locais, permitindo fazer a transição dos trabalhadores escoceses nos setores do petróleo e do gás para energias renováveis, e atuar como um catalisador para o crescimento da cadeia de abastecimento. Desde a apresentação da nossa proposta, continuamos a avançar nas atividades de desenvolvimento e cadeia de abastecimento para garantir que cumprimos os objetivos estabelecidos e maximizar a oportunidade económica da expansão da energia eólica offshore e hidrogénio verde na Escócia”.

Artigo anteriorEficiente e silenciosa: assim se apresenta a nova bomba de calor ar-água LG
Próximo artigoMobilidade elétrica em 2021: crescimento de 48% de utilizadores em Portugal

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of