A LIPOR (entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos municípios de Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde), a Quercus e a Maiambiente estão a desenvolver um canal de recolha porta-à-porta nos clientes não residenciais (como restaurantes, cafés e cantinas) no município da Maia para a recolha de rolhas de cortiça.

A criação deste novo canal de recolha de rolhas de cortiça no âmbito do Green Cork (um projeto criado em 2008 pela Quercus em parceria com a Corticeira Amorim e o Continente e que já permitiu a recolha de cerca de 98 milhões de rolhas) irá permitir encaminhar as rolhas para reciclagem.

Reciclagem da cortiça

Este projeto piloto tem como objetivos promover a reciclagem da cortiça e contribuir para a reflorestação em Portugal.
Esta iniciativa “permitirá aos estabelecimentos aderentes e aos respetivos clientes contribuírem para o combate às alterações climáticas, através da diminuição das emissões do CO2 retido nas rolhas de cortiça e para o desenvolvimento da economia circular”, salientam ainda os promotores da iniciativa.

Com o apoio da BA Glass, Corticeira Amorim e Extruplás, este projeto propõe-se a recolher junto dos estabelecimentos o maior volume possível de rolhas de cortiça para valorização e reciclagem.

Artigo anteriorNova ebike da BEEQ torna as viagens mais fáceis e rápidas
Próximo artigoModelo de infraestrutura do futuro: verde e inteligente

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of