Os CTT – Correios de Portugal estão a reforçar a sua frota sustentável e já operam com dois “hubs” totalmente elétricos em Lisboa.

Nestes Centros de Entrega – na Junqueira e em Arroios – a atividade regular passou a ser totalmente efetuada sem emissão de poluentes.

Esta ambição dos CTT, agora concretizada, tem como objetivo a expansão para outros centros dos CTT, assume a empresa.

Para 2022, com a chegada de mais 73 veículos elétricos, são estimados cerca de 1,5 milhões de quilómetros puramente elétricos e 320 toneladas de CO2 evitadas.

Estes veículos, modelo Peugeot e-Expert, têm uma bateria 50 kWh e uma autonomia prevista de 200 quilómetros.

Os veículos recém-chegados serão distribuídos por vários centros de entrega, o que permite aos CTT a expansão da sua frota alternativa, que passa a contar assim com mais de 400 veículos movidos a eletricidade, dos quais cerca de 20 híbridos.

A empresa de logística refere que o seu compromisso não fica por aqui, tendo já encomendado também 82 motociclos para distribuição com zero emissões.

De acordo com João Bento, CEO dos CTT, “temos uma das maiores e mais modernas frotas nacionais de veículos e mantemos o nosso empenho em expandi-la de forma consistente através de soluções economicamente eficientes e que contribuam para um mundo mais sustentável”.

Desde 2012

No que respeita ao uso profissional de veículos elétricos em Portugal, os CTT evidenciam o seu papel pioneiro, que levou a que, a partir de 2012 se tenha assistido a um aumento gradual deste tipo de veículos na sua frota, com a incorporação de bicicletas elétricas, veículos de carga especialmente adaptados à distribuição postal e veículos ligeiros de mercadorias. Nos últimos anos houve uma aposta também nos veículos ligeiros de passageiros.

“Com esta aposta, os CTT têm registado uma melhoria na média anual de eficiência da sua frota na ordem dos 5,5% desde 2017. As soluções distribuem-se por três principais áreas de atuação: desenvolvimento tecnológico, gestão da mobilidade e mudança ao nível dos comportamentos”, afirma a empresa.

Artigo anteriorTrás-os-Montes já tem Posto de Carregamento Ultra Rápido
Próximo artigoEDIA vai criar corredores ecológicos no Alentejo

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of