A EDP colocou em operação o seu primeiro hub de mobilidade elétrica na cidade de Lisboa, junto ao Estádio da Luz.

O parque reúne no mesmo espaço pontos de carregamento com diferentes potências, do carregamento normal (22kW), ao rápido (50kW) e ultrarrápido (160kW), sendo que este é mesmo o primeiro ultrarrápido da capital, que permite abastecer energia suficiente para 100 quilómetros em apenas 10 minutos.

A EDP dá conta de que 2021 foi o ano com maior crescimento na utilização da rede pública de carregamento operada por si.

De acordo com a empresa, foram realizados em Portugal durante o ano de 2021 mais de 178 mil carregamentos, 300% a mais do que o que tinha sido registado no ano anterior. Estes carregadores encontram-se instalados em mais de 120 municípios.

Recorde-se que até junho de 2021, e apesar do período de confinamento devido à pandemia, a EDP anunciava que tinham sido realizados 60 mil carregamentos elétricos na rede da EDP em Portugal. No total, de janeiro a junho de 2021, foram carregados 750.000 kWh, também quatro vezes mais do que o que tinha sido registado no primeiro semestre de 2020.

Em termos de valores, de janeiro a dezembro de 2021, nos carregamentos efetuados em posos EDP, os veículos foram abastecidos com mais de 2 GWh energia elétrica, quatro vezes mais do que em 2020 e o necessário para percorrer 15 milhões de quilómetros sem utilizar combustíveis fósseis.

“Apenas com esta energia, seria possível dar 375 voltas ao Planeta Terra de carro elétrico, sem emitir CO2, ou percorrer mais de 1.000 vezes a maior distância terrestre do planeta, entre Sagres, em Portugal, e a cidade russa de Khasan”, informa a empresa.

Artigo anteriorRede elétrica aguenta aumento de procura ditada pelo crescimento de veículos elétricos?
Próximo artigoConsumismo consciente chegou à área do luxo e é uma oportunidade

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of