A implementação do Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo justifica o destaque da região no jornal norte-americano The New York Times, num artigo sobre os 52 destinos a visitar por viajantes que queiram ser parte da solução para problemas como as alterações climáticas.

A implementação, na região, do Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA) motivou a distinção em 7.ª posição na lista publicada.

O artigo “52 Places for a Changed World” assinala as medidas de proteção da biodiversidade; a redução de cerca de 20% no consumo de água nas adegas; a diminuição do rácio litro de água consumido por litro de vinho produzido; a criação de uma ferramenta que possibilita que os membros do PSVA calculem a sua pegada hídrica e de carbono; ou a criação do selo de certificação de produção sustentável como as razões elencadas para justificar a distinção.

Francisco Mateus, presidente da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), entidade criadora do PSVA, mostra-se orgulhoso com o reconhecimento: “esta é mais uma prova que conseguimos colocar os Vinhos do Alentejo nas bocas do mundo e transportá-lo além-fronteiras com ajuda de uma iniciativa – o PSVA –, que está a fazer uma diferença assinalável na região, mas, também, na mudança de mentalidades em todo o país, estando ao nível das mais importantes iniciativas mundiais de produção sustentável”.

Recorde-se que o PSVA foi criado em 2015 e conta, hoje, com 483 de membros associados que representam quase 11 mil hectares de vinha e 76 milhões de litros de vinho produzido.

Artigo anteriorFraldas descartáveis aproveitadas na construção de estradas
Próximo artigoPrio solidária com Ucrânia toma medida corajosa

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of