Edimburgo, capital da Escócia, tem como objetivo tornar-se uma cidade inteligente, digitalmente inclusiva e sustentável. Nesse sentido, estabeleceu um contrato de cinco anos com a empresa de soluções de serviços IoT (Internet of Things), North, para implementar um sistema de recolha de dados que vai permitir gerir de forma mais eficiente os resíduos da cidade.

O projeto prevê que a North forneça 11.000 sensores inteligentes de resíduos para colocar nos contentores de toda a cidade. A tecnologia permitirá ter uma gestão inteligente dos resíduos, pois deteta os níveis de resíduos e prevê tendências de utilização daquele contentor. Assim, o município poderá otimizar a recolha do lixo e gerir as rotas com mais eficiência.

O município de Edimburgo acredita que, desta forma, terá uma cidade mais limpa e verde, uma vez que esta tecnologia inteligente ajudará a reduzir o impacto ambiental da gestão de resíduos.  

“Edimburgo tem a ambição de se tornar um líder mundial no que respeita a cidades inteligentes – uma capital digitalmente inclusiva, sustentável e conectada com serviços facilmente acessíveis por todos os moradores”, disse Cammy Day, vice-presidente da cidade de Edimburgo.  

“O uso de sensores inteligentes vai ajudar-nos a fornecer um serviço proactivo, mais digitalmente habilitado e abordar muitos dos desafios que uma cidade em rápido crescimento como Edimburgo enfrenta e será um forte apoio no nosso propósito de ter uma comunidade limpa e verde”, acrescentou a mesma responsável.

A rede IoT Scotland será utilizada para transmitir os dados recolhidos nos contentores, bem como para transmitir dados para outros serviços críticos para melhorar a visão digital do conselho.

“O uso da tecnologia para introduzir serviços inteligentes de gestão de resíduos criará uma solução económica para as tarefas diárias, melhorando a paisagem urbana e a saúde das comunidades e aumentando a sustentabilidade. Trabalhando com a consultora CGI, a implantação do projeto de resíduos inteligentes é um passo importante que ajudará Edimburgo a alcançar as suas ambições”, comentou Scott McEwan, diretor comercial da North.

Artigo anteriorEletre, o Hyper-SUV elétrico da Lotus: 600 km de autonomia e 600 cv
Próximo artigoTrotinetes, hoverboards, bicicletas: o que se pode comprar com o apoio do Estado?

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of