Voltar a brincar com um novo brinquedo, aproveitando materiais existentes. Esta é a ideia do projeto português REPLAY que é um dos finalistas dos Prémios da Nova Bauhaus Europeia 2022, na categoria “Shaping a circular industrial ecosystem and supporting life-cycle thinking”.

O projeto, financiado pelo Novo Banco, é liderado pela Zero Waste Lab e pela Precious Plastic Portugal e, ao longo de 2021, desenvolveu a primeira rede de recolha, triagem e reciclagem de brinquedos, tendo em vista o máximo aproveitamento de todos os materiais. 

Testou ainda a criação de um circuito de reciclagem nos municípios de Figueira de Castelo Rodrigo, Porto, Cascais, Lisboa e Évora. Para conquistar o prémio, precisa dos votos do público até 16 de maio (18:00 CET).

Vencedores recebem um prémio de 30 mil euros.

Em paralelo com o voto do público, os finalistas serão também avaliados por um painel de júri. Cada projeto vencedor receberá um prémio de 30 mil euros.

A Agência Nacional de Inovação (ANI) acompanha (no âmbito da rede PERIN) a Nova Bauhaus Europeia, promovendo-a junto das entidades nacionais e apoiando a sua participação nesta iniciativa.

O projeto REPLAY

Assente nos conceitos da economia circular, o projeto REPLAY quer incentivar a discussão pública e política, em Portugal, sobre a falta de solução para a reciclagem de diversos tipos de objetos plásticos como os brinquedos e, acima de tudo, propor soluções concretas.

O projeto piloto começou com a participação da comunidade. As famílias dos municípios envolvidos foram desafiadas a realizar, em casa, quatro passos: seleção de brinquedos, desmontagem, contabilização e entrega.

Cada brinquedo desmontado e classificado por tipo de material foi depois depositado num dos 44 pontos de entrega REPLAY localizados em 11 localidades. O plástico recolhido foi encaminhado para cinco laboratórios Precious Plastic Portugal nas cidades participantes para a transformação criativa do plástico num novo brinquedo, votado por mais de 260 crianças. 

O que é a Nova Bauhaus Europeia

A Nova BauhausEuropeia foi lançada, em setembro de 2020, pela Presidente da Comissão Europeia com o objetivo de trazer os valores da sustentabilidade, estética e inclusão para o Pacto Ecológico Europeu e assim aproximá-lo dos cidadãos e torná-lo uma experiência tangível e positiva para todos, através de conexões entre o mundo da arte e da cultura e o domínio da ciência e da tecnologia.

Os prémios da Nova Bauhaus Europeia (NEB) pretendem reconhecer e celebrar exemplos inspiradores de transformações nos espaços físicos, nas nossas experiências e vida quotidiana, que integrem os três valores basilares da NEB: o belo, o sustentável e o inclusivo.

“É um orgulho para Portugal termos este projeto piloto entre os finalistas dos prémios da Nova Bauhaus Europeia 2022. Além de introduzir uma solução escalável para um problema ambiental com que a maioria dos países se defrontam, sobretudo numa altura em que o marketing infantil é tão forte, envolve as comunidades, desempenhando, também, um papel importante na educação ambiental.  Merece, indiscutivelmente, este reconhecimento internacional e, por isso, apelo ao voto de todos os que querem ver Portugal em destaque neste concurso”, declara Joana Mendonça, presidente da ANI.

Artigo anteriorCentral Fotovoltaica da Voltalia no Algarve fornece energia a mais de 7.600 habitações
Próximo artigoPortugal aciona cartão de crédito ambiental cada vez mais cedo: este ano é a 7 de maio

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of