A Building Global Innovators (BGI) anuncia a abertura das candidaturas ao programa de aceleração do EIT Climate-KIC, MED ClimAccelerator, dirigido a startups tecnológicas focadas na área do desenvolvimento sustentável e das alterações climáticas.

O acelerador destina-se a projetos que já ultrapassaram a fase de ideação e se encontram no processo de entrada no mercado.
Além de apoio financeiro até 20.000 euros, ao longo do programa as startups selecionadas receberão formação de alto nível por parte de formadores e mentores especializados com vários anos de atuação no sector. A formação será concebida de acordo com a fase de desenvolvimento de cada startup e incluirá orientação na definição e na validação do modelo de negócio, apoio no planeamento financeiro e de negócios, e acesso a investidores da rede BGI.

A BGI é o parceiro responsável pela execução do programa em Portugal e um dos três parceiros regionais do Climate-KIC, uma comunidade de inovação criada pelo EIT para promover o crescimento sustentável na Europa e lidar com os desafios globais ligados às alterações climáticas.

Segundo os dados da Statista, a Europa foi responsável pela segunda maior parcela do investimento (21%) em startups focadas no combate das alterações climáticas entre o 2.º semestre de 2020 e o 1.º semestre de 2021, logo a seguir aos EUA.

“Parte destes resultados deve-se aos esforços que a comunidade do EIT Climate-KIC tem vindo a realizar nesta área, especificamente na catalisação e no fomento da inovação, através do incentivo a startups, PMEs e empreendedores individuais”, afirma Cláudia Carocha, Sustainability & Food Project Manager na BGI.

Nos últimos três anos, quase 30 empreendedores apoiados pelo EIT Climate-KIC foram destacados na lista Forbes 30 Under 30 Europe e mais de 1,6 mil milhões de euros foram angariados em investimento externo pelas startups pertencentes a esta Comunidade de Conhecimento e Inovação. Pelo 2.º ano consecutivo, o MED ClimAccelerator é gerido por um consórcio de três países parceiros do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT), nomeadamente Portugal, Chipre e Malta.

O objetivo do consórcio é estabelecer um ecossistema regional de aceleração para apoiar startups de clean tech na região do Mediterrâneo, fazendo uma ponte com o Oriente Médio, o Norte da África e o Sul da Europa.

Os candidatos interessados podem submeter a sua candidatura até o dia 18 de junho através do website da BGI.

Foto de abertura de Akil Mazumder.  

Artigo anteriorLexus oferece kit de autoconsumo solar
Próximo artigoCitroën fornece 160 unidades My AMI Cargo aos CTT

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of