Em menos de três anos, os clientes do Continente já ‘salvaram’ mais de 360 toneladas de frutas e legumes, através das caixas Zer0% Desperdício, compostas por frutas e legumes que estão perto de ultrapassar o ponto ótimo de consumo.

Desde o início do projeto, no final de 2019, já foram vendidas mais de 71 mil caixas. À venda em todas as lojas Continente, o objetivo das caixas Zer0% Desperdício é evitar o desperdício alimentar, sensibilizando o cliente com produtos em excelentes condições de consumo e a um preço mais baixo.

Só em 2021 foram ‘salvas’ 290 toneladas de frutas e legumes, correspondendo à venda de mais de 47 mil caixas Zer0% Desperdício. Este ano, até ao momento, já foram vendidas mais de 15 mil caixas e evitado o desperdício de 75 toneladas de frutas e legumes.

As Caixas Zer0% Desperdício, com 5kg, são colocadas à venda na zona de frescos das lojas Continente, consoante a disponibilidade de stock, no valor de 0,50€/kg. O conteúdo da caixa é selecionado pelos colaboradores, que ‘resgatam’ apenas os produtos que continuam a corresponder aos padrões de qualidade e frescura da marca, mas que estão prestes a perder o seu valor comercial por razões estéticas, por exemplo, continuando ótimas para consumo.

“O Continente, enquanto retalhista, tem um papel fundamental no combate ao desperdício alimentar, contribuindo para dar o exemplo e incentivar clientes, colaboradores e fornecedores para que tenham um papel ativo neste trabalho que é responsabilidade de todos. A nossa meta é atingir o ‘0 desperdício’, ou seja, evitar o desperdício de qualquer alimento que esteja em condições de ser consumido”, defende David Monteiro, diretor Comercial de Frutas e Legumes do Continente.

Além deste projeto, a marca está a aproveitar o desperdício gerado na produção das maçãs e peras IGP transformando-as em snacks de fruta desidratada, à venda por 0,69€ cada embalagem de 20g, mas também através de sumos naturais que levam apenas estas frutas espremidas, sem qualquer adição de açúcar ou água, como o sumo 100% maçãs de Alcobaça de 1,5l por 2,99€.

O Continente tem vindo a trabalhar em projetos de economia circular e combate ao desperdício, como por exemplo, os doces e chutneys feitos a partir de frutas e legumes que perdem a sua validade comercial, mas que são transformados e ganham nova vida; o Panana, um bolo rico em manganésio, feito com polpa das bananas que as pessoas já não querem levar das lojas; e a Bread Beer, uma cerveja artesanal desenvolvida em conjunto com a Vadia, produzida com excedentes do pão das padarias Continente.

Também no sentido de evitar quebras e contribuir para um planeta mais sustentável, as lojas Continente doam diariamente excedentes alimentares a instituições de solidariedade social e apoio a animais. Em 2021, foram doados mais de 21 milhões de euros em excedentes alimentares, a 1.448 instituições de todo o país.

Artigo anteriorProtótipo de elétrico Polestar 5 faz estreia no Goodwood Festival of Speed
Próximo artigoIdeias de negócio para o setor das bicicletas vão ser apoiadas

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of