No próximo dia 30 de junho, investigadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) vão apresentar um conjunto de estratégias sustentáveis para ajudar no controlo de nemátodes fitoparasitas, que são um dos maiores obstáculos à produção agrícola a nível mundial, durante o workshop “Estratégias Sustentáveis para o Controlo de Nemátodes Fitoparasitas”.

A iniciativa é promovida em parceria com a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAPC) e terá lugar no Pólo de Inovação de Coimbra – DRAPC, na Quinta do Loreto, entre as 8h30 e as 13h30.

O workshop insere-se no projeto de investigação BioNem Mulch, liderado por Carla Maleita, do Departamento de Engenharia Química da FCTUC.

“A aplicação de nematodicidas é muito eficiente no controlo dos nemátodes fitoparasitas, mas constituem um verdadeiro perigo para o ambiente e para a saúde humana, o que tem estimulado a identificação de nematodicidas naturais”, contextualiza a investigadora da FCTUC.

Estudos já desenvolvidos, prossegue, “permitiram identificar compostos com efeito nematodicida em resíduos do processamento do fruto da nogueira. Por sua vez, a cobertura do solo é uma prática comum em várias culturas, sendo as coberturas não biodegradáveis (polietileno) as mais utilizadas. Contudo, a sua eliminação coloca alguns problemas ambientais, o que tem levado à procura de estratégias alternativas para uma agricultura sustentável e ecológica. Por conseguinte, no âmbito do projeto BioNem Mulch, está a ser desenvolvido um sistema para controlo de nemátodes fitoparasitas que tem por base o desenvolvimento de coberturas totalmente biodegradáveis revestidas/impregnadas com nematodicidas naturais”.

Com esta solução tecnológica de libertação para o solo, espera-se “permitir a proteção das culturas do ataque de nemátodes fitoparasitas, contribuindo para a melhoria dos sistemas produtivos e de proteção das culturas”, finaliza a coordenadora do projeto.

As inscrições são gratuitas, mas limitadas a 30 participantes, e podem ser efetuadas até ao dia 28 de junho AQUI.

Artigo anteriorMiio lança desbloqueio de cabos na App para os utilizadores de veículos elétricos
Próximo artigoConstrução de central fotovoltaica em Sines já começou

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of