Não só de praias se faz o turismo do Brasil. Existem diversos locais onde pode ficar a conhecer mais da fauna e flora que constitui um dos países com a maior biodiversidade do mundo. Seja explorar florestas ou conhecer a vida de animais selvagens, o Brasil é o local indicado para expandir os horizontes ligados à natureza. Por ocasião da crescente preocupação com o meio ambiente, a Embratur – Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo, apresenta o Pantanal, um dos maiores reservatórios de biodiversidade do mundo e o principal santuário de vida selvagem do continente aos turistas portugueses.

O Pantanal é uma região natural que engloba a maior zona húmida tropical do mundo, assim como os maiores prados inundados. Está localizada principalmente no estado brasileiro de Mato Grosso do Sul, mas estende-se ao Mato Grosso e a porções da Bolívia e do Paraguai. Espalha-se por uma área estimada entre 140.000 e 195.000 quilómetros quadrados. Existem vários ecossistemas sub-regionais no Pantanal, cada um com características hidrológicas, geológicas e ecológicas distintas.

O Complexo de Áreas Protegidas do Pantanal foi registado pela UNESCO como Património Natural Mundial e Reserva da Biosfera em 2000, compreendendo o Parque Nacional Mato-Grossense do Pantanal e as Reservas Particulares de Proteção Natural Acurizal, Penha e Dorochê. O bioma é o maior sistema contínuo de água doce inundada do mundo e um dos ecossistemas mais ricos em vida selvagem.

Os turistas portugueses podem ficar a conhecer não só um local único de biodiversidade mas também experienciar a maior concentração de vida selvagem do continente Americano. O final do outono brasileiro, que se vive no mês de junho, é a altura ideal para visitar o Pantanal e garante emoções fortes, uma vez que a seca faz com que os animais se desloquem para a beira dos rios para beber água, tornando mais fácil ver jaguares, crocodilos e muito mais de perto. Outro ponto positivo de ir ao Pantanal nesta época do ano é o facto de ser mais fácil circular nas zonas, uma vez que as estradas de terra não estão tão inundadas como é habitual. O destino é obrigatório para aqueles que querem observar mais da vida selvagem, além de explorar as incríveis belezas que só o Pantanal tem.

Uma das atividades mais populares no Pantanal é o spotting noturno, que pode ser feito de carro ou barco. Como muitos animais têm hábitos noturnos, este é um período ideal para encontrar jacarés, lobos e os famosos jaguares pintados, um dos símbolos do Brasil.

Cuiabá, capital do estado de Mato Grosso, é a porta de entrada para as áreas do Pantanal Norte. A partir da capital, os turistas podem chegar às cidades de Poconé, Cáceres e Barão do Melgaço. Os destinos oferecem experiências únicas em alojamentos em ecolodges que promovem uma maior imersão na natureza. Há muitas atividades em que os visitantes podem participar, tais como conhecer comunidades indígenas, permanecer nas quintas de conservação, e provar a cozinha local – incluindo jacarés, guisado de piranha, uma grande variedade de peixes de água doce e tererê, uma bebida local feita a partir de chá de erva-mate gelado.

Como chegar lá:

A melhor maneira de chegar a Poconé, Cáceres e Barão do Melgaço é através do Aeroporto Internacional de Cuiabá (CGB). A partir do aeroporto, os turistas podem alugar um carro ou apanhar autocarros no Terminal Rodoviário de Cuiabá para chegar às cidades.

Artigo anteriorTesla bate recorde de abertura de Superchargers num só dia
Próximo artigoVoltalia arranca com construção de fábrica solar na Albânia

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of