A Michelin adquiriu a RoadBotics, empresa norte-americana especializada na análise de imagens de estradas e outras infraestruturas rodoviárias.

Fundada em 2016, a RoadBotics utiliza a Inteligência Artificial para analisar dados das estradas recolhidos por câmaras, principalmente por smartphones. Graças à tecnologia computer vision da RoadBotics, as imagens transformam-se em informação que ajuda a detetar as zonas prioritárias de manutenção no contexto de estradas e cidades inteligentes.

Com esta aquisição, a Michelin acelera o desenvolvimento das soluções e serviços já oferecidos pelo Michelin DDi (Driving Data to Intelligence), o departamento do grupo dedicado à análise de dados e ao comportamento dos condutores.

A tecnologia de análise de imagens desenvolvida pela RoadBotics, em combinação com o conhecimento da Michelin DDi, proporcionará aos responsáveis pelas infraestruturas rodoviárias uma informação cada vez mais precisa sobre a causa das diferenças no comportamento dos condutores, o que facilitará a sua tomada de decisões para melhorar a segurança rodoviária de uma forma mais eficiente.

O serviço estará inicialmente disponível na América do Norte, chegando, posteriormente, à Europa.

“Esta nova aquisição inscreve-se na estratégia de crescimento em torno do pneu da Michelin. Com a aquisição da RoadBotics, a Michelin reforça a sua oferta no domínio da inteligência artificial ao serviço de uma mobilidade mais segura. Graças ao seu conhecimento em ternos do uso dos pneus e dos veículos, da análise dos comportamentos durante a condução, e da experiência relacionada com a gestão de dados, a Michelin enriquece a sua oferta de soluções e serviços específicos para ajudar os gestores de infraestruturas rodoviárias nas suas escolhas destinadas a otimizar e melhorar a segurança das estradas”, declara Lorraine Frega, Diretora de Negócio, Distribuição, Soluções e Serviços, Estratégia, Inovação e Parcerias do Grupo Michelin.

Artigo anteriorAmbientalistas consideram “escandalosa” proposta do Governo
Próximo artigoGrupo Casais aposta em edifícios desmontados e reutilizados

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of