A campanha, presente em televisão, rádio, outdoor, imprensa, digital, praias e postos PRIO, assenta na ideia de que, ao longo das últimas décadas, a energia que usamos tem vindo a mudar  — mas no caso da PRIO, isso não quer dizer que não seja possível continuar a poupar.

 prio

Protagonizada pelos já conhecidos personagens da marca — o casal Maria Poupada e João Exigente, mais uma vez protagonizados pelos actores Diana Nicolau e Manuel Moreira —, a campanha mostra-nos uma viagem no tempo, desde os anos 60 aos dias de hoje (passando, entre outras coisas, pelo nascimento da PRIO, em 2007)  mudando-se os tempos e as energias — com opções cada vez mais amigas do meio ambiente —,  mas mantendo sempre a poupança.

Ou, como diz o (próprio) João Exigente, “para melhor, muda-se sempre”. E claro está, a Maria Poupada, que “desde que poupe, não me custa nada”.

Esta campanha, que apresenta também a nova assinatura da marca “Energia para mudar”, inicia um novo capítulo na comunicação, mais focado na transição energética — ou seja, na mudança gradual de um mundo movido a energias fósseis para um mundo movido a biocombustíveis e outras fontes de energia renováveis e sustentáveis —, mas sempre reforçando a tónica da poupança, um dos mais importantes atributos da marca desde o seu início. 

Para Ana Pinho, responsável de marketing da PRIO, “as alterações climáticas são uma realidade incontornável, que precisa de mudanças imediatas. Ao mesmo tempo, a taxa de inflação na energia bateu recordes, e muitos dos portugueses já gastaram o equivalente ao subsídio de férias só para pagar os constantes aumento de preços. É aqui que entra a PRIO, com sua ambição de querer mudar o mundo para melhor — e a factura do combustível, para menor”.

A mesma responsável reforça que “é por isso que somos a maior produtora de biocombustíveis em Portugal e a terceira maior produtora europeia de biodiesel a partir de matérias-primas residuais; e é por isso, também, que temos a alternativa mais sustentável — e ao melhor preço”.

Artigo anteriorRede da Hardlevel de recolha de óleos alimentares usados cresce em Espanha
Próximo artigoSeixal já dispõe de 300 trotinetes elétricas partilhadas em circulação

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of