Todos os anos, a Checkpoint Systems produz 1,75 mil milhões de etiquetas RF (RadioFrequência) transparentes que são aplicadas numa variedade de embalagens de plástico, incluindo as produzidas com Polietileno (PE) e Polipropileno (PP).

As etiquetas são aplicadas na loja, ou no ponto de produção, para proteger produtos, como sejam produtos de limpeza, embalagens de proteína em pó, doçaria ou carne fresca, do furto e, provavelmente, serão removidas pelos consumidores depois da compra.

Sem a certificação de que as etiquetas são recicláveis, milhões de produtos de plástico são potencialmente enviados de forma errada para a incineração ou aterros devido ao receio de que possam contaminar o fluxo de resíduos de reciclagem.

Agora, o fornecedor de etiquetas de proteção RF transparentes e inlays RFID, Checkpoint Systems, anunciou o resultado de um estudo independente que indica que estas etiquetas podem ser recicladas juntamente com os artigos domésticos.

O estudo, levado a cabo pela alemã Interseroh+ certifica que a gama transparente de etiquetas RF e inlays RFID são feitas para reciclar. Isto significa que podem ser recicladas como parte do processo normal de reciclagem caseiros, sem terem que ser separadas da embalagem.

Para este teste e certificação específicos, as etiquetas e inlays foram certificados para reciclar juntamente com as embalagens de plástico em que estão colocadas (estão, entretanto, a decorrer testes para a certificação de reciclagem com as embalagens de papel/cartão).

Em 2022 o volume de produção de embalagens flexíveis é expectável que cresça acima das 33 milhões de toneladas globalmente.

A natureza deste tipo de embalagem significa que algumas não possuem informação de reciclagem, uma vez que é difícil imprimir em material fino.

Uma vez que as etiquetas transparentes RF da Checkpoint são agora certificadas como recicláveis, a empresa pode imprimir o símbolo mundialmente conhecido da reciclagem nas etiquetas antes de serem aplicadas nas embalagens. Isto permite às marcas utilizarem artigos de embalamento em PE flexível ou PP para incrementar as taxas de reciclagem nas suas linhas de produtos.

As etiquetas podem agora ser recicladas junto com as embalagens plásticas nas quais são afixadas.

David Pérez del Pino, Business Unit Managing Director Checkpoint Systems Portugal & EMEA Channel diz que os resultados deste estudo permitem “ajudar os nossos clientes a atingir os seus objetivos de sustentabilidade. Na sequência das recentes notícias de que as nossas etiquetas podem ser recicladas com embalagens de papel, este é mais um passo em frente no nosso objetivo de fornecer às marcas e retalhistas etiquetas de alto desempenho e qualidade que podem ser incluídos em processos de reciclagem tradicionais para apoiar iniciativas ambientais.

As embalagens de plástico têm uma taxa de reciclagem baixa, que atualmente são abaixo dos 10% a nível global, com milhares de etiquetas a serem aplicadas em produtos FMCG embalados em plástico anualmente para os proteger contra o furto. Graças a esta nova certificação esperamos que os recicladores possam incrementar esta taxa, sabendo que as etiquetas transparentes da RF e os inlays RFID são recicláveis.”

Etiquetas RF e RFID: o que são?

Os consumidores muitas vezes têm em suas mãos embalagens, nas quais estão coladas etiquetas ou chips de radiofrequência (RF) para identificação automática por radiofrequência (RFID). Se os primeiros evitam o furto acionando um alarme ao atravessar um pórtico de segurança, os segundos não só executam essa função como também identificam o produto para facilitar o pagamento numa caixa ou realizar um inventário.

Artigo anteriorAlterações climáticas: pequenos animais que vivem em ribeiros em risco de desaparecer
Próximo artigoGreenVolt vende parques solares e eólicos à Iberdrola na Polónia

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of