Depois de ter percorrido mais de 20 praias de norte a sul do país, o Recicla Mania, um jogo de tabuleiro de grandes dimensões dedicado à Reciclagem, instala-se no Parque Eduardo VII, em Lisboa, durante a 92ª edição da Feira do Livro. O objetivo mantém-se: testar os conhecimentos de miúdos e graúdos sobre separação de resíduos, esclarecer dúvidas e ensinar boas práticas, nomeadamente sobre a colocação de embalagens nos ecopontos.

“É preciso lavar as embalagens antes de as colocar no ecoponto?”, “Parti um espelho em casa. Onde coloco os vidros?” ou “Se reciclarmos sempre o papel que utilizamos, qual a matéria-prima que estamos a poupar?” são algumas das perguntas que fazem parte do jogo, que alia a componente lúdica à pedagógica, numa iniciativa que promove a literacia ambiental e a cidadania ativa.

O Recicla Mania vai estar no centro do Parque Eduardo Parque VII no dia 25 de agosto, das 18h às 21h, e nos dias 27 e 28 de agosto, assim como, nos dias 3, 4, 10 e 11 de setembro, sempre entre as 16h e as 20h. Para jogar, basta aparecer.

Para além da dinamização desta atividade, a Sociedade Ponto Verde volta a equipar a Feira do Livro de Lisboa com várias estruturas de recolha seletiva que vão estar colocadas em diversos pontos do recinto para facilitar o descarte e a separação de embalagens. Equipamentos que foram essenciais, na edição de 2021, para a recolha de mais de 29 toneladas de papel e embalagens.

“O desígnio da Sociedade Ponto Verde é fazer com que mais portugueses adiram à prática da reciclagem. Para isso é preciso continuarmos a educar, a sensibilizar e a esclarecer a população para que haja uma maior e melhor participação. A presença da Sociedade Ponto Verde em mais uma edição da Feira do Livro de Lisboa tem, precisamente, este objetivo. Este ano trazemos este jogo gigante, o Recicla Mania, que foi muito bem acolhido nas praias portuguesas por pais, educadores e crianças e, estamos convictos que, também aqui, será muito bem-sucedido”, explica Ana Trigo Morais, CEO da Sociedade Ponto Verde.

“Na edição de 2022 da Feira do Livro de Lisboa fazemos uma grande aposta em sustentabilidade. Ter a Sociedade Ponto Verde, uma vez mais, como nossa parceira permite-nos cumprir com este grande objetivo, proporcionando as habituais estruturas para a recolha das embalagens, mas também, com uma ação de Educação Ambiental para todos os nossos visitantes”, refere Pedro Sobral, presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).

Artigo anteriorSkoda Vision 7S: interior minimalista, exterior arrojado
Próximo artigoEDP vai montar dois projetos eólicos offshore na Escócia

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of