A Kia Europe vai transformar as baterias usadas de veículos elétricos em sistemas de armazenamento de energia, designadas por baterias de “segunda vida”.

Para desenvolver este projeto, o fabricante estabeleceu uma parceria com a encore | DB, uma start-up do grupo Deutsche Bahn. Esta empresa recebe as baterias dos veículos elétricos da Kia provenientes de toda a Europa, procede à sua desmontagem até ao nível do módulo e submete-as a testes de diagnóstico detalhados. Os módulos ainda viáveis são reaproveitados para novos sistemas de armazenamento de energia, enquanto outros seguem para reciclagem, consoante a capacidade restante.

As duas empresas revelaram já um protótipo do sistema de armazenamento em baterias no EUREF-Campus, em Berlim, constituído inteiramente por módulos reaproveitados das baterias do Kia Soul EV.

A encore | DB gere atualmente, em toda a Europa, um serviço de recuperação de baterias para a criação de sistemas de armazenamento de energia com base em baterias de “segunda vida”, proporcionado pela infraestrutura abrangente detida pelo grupo Deutsche Bahn.

O presidente da Kia Europe, Jason Jeong, salienta que “com o nosso sucesso na eletrificação dos modelos Kia, também assumimos a responsabilidade pelas baterias para além da sua vida útil no automóvel. A parceria pioneira entre a Kia e a encore | DB demonstra que consideramos as baterias um recurso valioso no contexto de uma economia circular sustentável.”

Protótipo já em funcionamento

Em agosto, a Kia Europe e a encore | DB revelaram em conjunto o seu primeiro sistema de armazenamento de energia em baterias no EUREF-Campus (em Berlim). Aqui funciona, como parte da designada Microrrede Inteligente, uma rede elétrica na qual diferentes fontes de energia, consumidores e sistemas de armazenamento estão interligados de forma inteligente.

A Microrrede Inteligente foi formada e é operada pela inno2grid GmbH, uma parceria entre o grupo DB E.C.O. e a Schneider Electric. O objetivo consiste em reduzir a dependência da rede através de fluxos de energia previsíveis e em aumentar a partilha da utilização de energia renovável em todo o campus.

“É mais urgente que nunca economizar energia”, sublinha o membro do Conselho de Administração da Deutsche Bahn para as Infraestruturas, Berthold Huber. “Os nossos novos sistemas de armazenamento de energia em bateria de ‘segunda vida’ constituem uma solução que também é sustentável, o que a torna uma opção atraente para qualquer setor.” Uma das primeiras aplicações da unidade no EUREF-Campus é o carregamento de veículos elétricos, sendo que o primeiro veículo a ser utilizado para o efeito foi um Kia e-Niro.

24 módulos de bateria no total

Para construir o sistema de armazenamento de energia em baterias, a encore | DB recolhe, desmonta, analisa e, em seguida, reutiliza ou recicla as baterias provenientes de veículos elétricos. Para o sistema de armazenamento de energia em baterias montado no EUREF-Campus, as baterias do Kia Soul EV usadas foram recolhidas em concessionários da Kia e transportadas para a DellCon, o parceiro de desmontagem da encore | DB, através da extensa rede logística da Deutsche Bahn. Garantiu-se, assim, um transporte sustentável e seguro.

As baterias foram depois desmontadas até ao nível modular e submetidas a testes de diagnóstico de última geração, com o objetivo de avaliar o respetivo estado.

A unidade no EUREF-Campus é constituída por 24 módulos de bateria no total, dispostos em três racks, sendo cada módulo constituído por 14 células duplas.

Um Sistema de Gestão de Bateria (Battery Management System, BMS), especificamente desenvolvido pela empresa STABL Energy, compensa os diferentes estados entre os módulos de bateria, realizando a estabilização passiva ou ativa da tensão sempre que necessário.

A unidade protótipo irá fornecer 72 kWh de energia elétrica utilizável para suportar a “mudança de hora” – armazenando energia solar para utilização posterior – e outras aplicações presentes no EUREF-Campus.

Artigo anteriorPower Dot oferece tarifa de operação em todos os carregamentos. Promoção é só hoje!
Próximo artigoSiemens e MAHLE vão desenvolver carregamento por indução

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of