A PepsiCo em Portugal, que produz no Carregado os produtos das marcas Lay’s, Lay’s Gourmet, Ruffles e Pála-Pála, adequiriu este ano mais de 33.000 toneladas de batata 100% provenientes de agricultura sustentável, o que representa uma subida de 6,9% face ao ano passado.

No que respeita aos produtos agrícolas, a empresa compra no mercado nacional matérias-primas como a batata, o milho e os frutos secos de origem sustentável. Além disso, a PepsiCo mantém parcerias há mais de 15 anos com diversas empresas agrícolas no país.

Fernando Moraga, country manager da PepsiCo em Portugal refere que “a agricultura é um pilar central para o nosso negócio. Assim, temos o dever de contribuir a desenvolver uma agricultura mais sustentável em Portugal, em linha com os nossos ambiciosos objetivos da estratégia pep+. Até ao momento, a PepsiCo detém 736 hectares para o cultivo 100% sustentável em Portugal – e o nosso objetivo é que este número continue a crescer”.

PepsiCo aposta na promoção da agricultura regenerativa

Em Portugal e Espanha, o objetivo da PepsiCo é alargar as práticas de agricultura regenerativa a 77.000 hectares de culturas até 2030. Para este objetivo, a empresa já tem cerca de 30 agricultores parceiros em ambos os países que receberam formação em agricultura regenerativa. O objetivo destas formações é abordar os princípios básicos e instrumentos-chave para a implementação de práticas agrícolas regenerativas, mas também aprender sobre as diferentes ferramentas e as técnicas mais apropriadas para melhorar a saúde, a fertilidade e a biodiversidade do solo, os objetivos deste tipo de práticas.

Agricultura positiva, uma estratégia global

O objetivo da PepsiCo é contribuir para a construção de um ecossistema alimentar mais sustentável como parte da sua transformação estratégica PepsiCo Positive (pep+), através da agricultura, da cadeia de valor e das suas marcas.

Neste sentido, a empresa está empenhada em alargar as práticas de agricultura regenerativa a três milhões de hectares até 2030 a nível mundial, o equivalente à sua pegada agrícola global, assegurando o cultivo sustentável dos seus principais ingredientes – algo que já foi conseguido em Portugal para a batata e o milho – e melhorando a subsistência das 250.000 pessoas da sua cadeia de abastecimento agrícola global, com especial enfoque nas mulheres. Desde o lançamento do pep+, PepsiCo já conseguiu alargar com sucesso as práticas agrícolas regenerativas a mais de 140.000 hectares a nível mundial.

Artigo anteriorBactérias usadas para reciclar resíduos de painéis solares
Próximo artigoJoint-venture promove parques eólicos offshore flutuantes na Península Ibérica

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of