Pelo segundo ano consecutivo, os famosos Chefs Justa Nobre e Henrique Sá Pessoa juntam-se ao Movimento Unidos Contra Desperdício e apresentam duas receitas de Bolo Rei diferentes, mas muito especiais: foi-lhes retirado 1/3, de forma a simbolizar a quantidade que, segundo as estatísticas, seria desperdiçada.

À semelhança do ano passado, o somatório de todos os terços retirados dá origem a um Bolo-Rei gigante que é oferecido para a ceia de Natal do Lar das Irmãzinhas dos Pobres, cuja missão é ajudar idosos que sofrem de vários tipos de dificuldades causadas pela idade, pobreza ou solidão.

Sabia que…

… o desperdício alimentar equivale a 25% da poluição automóvel?

“Esta é uma época do ano de encontros e de muita alegria, mas também de muitos exageros. Nas mesas fartas das ceias de Natal sobram sempre alimentos que, se não forem reinventados e reaproveitados, acabam no lixo. No momento especialmente difícil que vivemos, de enorme inflação e de uma crise económica sem precedentes, chamamos os portugueses a estarem ainda mais atentos a este tema, desafiando-os a fazer parte ativa deste combate ao desperdício”, apela o Coordenador Executivo do Movimento, Francisco Mello e Castro.

Para esse efeito e além da campanha, o site www.livrocontraodesperdicio.pt, lançado em setembro a propósito do 2ºAniversário do Movimento, é agora atualizado com diversas receitas criativas para reinventar as sobras de Natal e transformá-las em receitas deliciosas.

Embora os números nesta época sejam alarmantes, não é apenas no Natal que se vive este cenário no nosso país. Segundo a União Europeia, através de um estudo desenvolvido em 2020 para compreender os níveis de desperdício nos vários estados-membros, em Portugal desperdiçamos 1.890.000 toneladas de alimentos anualmente.

Nas casas dos portugueses o desperdício ascende a 1.275.891 toneladas, o que equivale a 67% do desperdício – superior à média de 55% prevista pelas casas europeias.

O Movimento Unidos Contra o Desperdício foi fundado por 9 entidades, congregadas pela Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares, com o objetivo de facilitar o aproveitamento de excedentes, incentivar e facilitar a doação das sobras e promover o consumo responsável. É um movimento cívico e nacional, agregador e educativo, que une a sociedade num combate ativo e positivo ao desperdício alimentar que conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República, o apoio do Secretário-Geral das Nações Unidas e o envolvimento ativo de mais de 300 empresas e 4000 particulares.

Artigo anteriorStellantis acelera na condução autónoma com compra de empresa de IA
Próximo artigoAzeite do Alentejo perto de concluir referencial de sustentabilidade

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of