A Engie Vianeo, através das suas subsidiárias Engie Solutions e SSEC (uma joint-venture com a Certas Energy France), juntou-se à Siemens Smart Infrastructure para instalar estações de carregamento para veículos elétricos de última geração, em 64 áreas de serviço de autoestradas em França.

Neste âmbito, a Siemens forneceu 320 carregadores elétricos de alta potência à Engie Vianeo, dos quais 175 foram produzidos em Portugal, na fábrica que a empresa tem em Corroios.

“Estamos muito satisfeitos por trabalhar com a Siemens neste projeto. O reforço da rede de estações de carregamento em França é fundamental para construir a mobilidade do futuro, na qual a utilização de veículos elétricos será cada vez maior. Para além disso, também é preciso uma tecnologia segura que garanta a gestão cuidada dos recursos energéticos e um nível muito elevado de disponibilidade das estações de carregamento, algo que os condutores de veículos elétricos exigem. Devido à sua capacidade técnica e ao seu compromisso com a descarbonização, a Siemens é o parceiro ideal para este projeto”, afirmou Didier Liautaud, Diretor-Geral da Engie Vianeo France.

As novas estações de carregamento para veículos elétricos encontram-se nas redes SANEF (Société des Autoroutes du Nord et de l’Est France), APRR (Autoroutes Paris-Rhin-Rhône), AREA (Société des Autoroutes Rhône-Alpes) e Vinci Autoroutes.

Estas estações de carregamento fornecem uma potência modular de 160 kW a 300 kW, permitindo um carregamento de até 80% em 20 minutos.

“Cada estação de carregamento distribui, de forma dinâmica, a carga entre dois veículos em simultâneo e dispõe de um visor de 24 polegadas para otimizar a experiência do utilizador. A eficiência constante dos carregadores, superior a 95,5%, otimiza os custos com energia, assegurando uma transmissão ótima de energia aos veículos”, explica a Siemens.

Cerca de 95% dos carregadores elétricos produzidos até agora em Portugal foram para exportação, tendo como destino países como a Alemanha, França, Itália, Suécia, Espanha, Holanda, Hungria, Roménia, Suíça, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia, Vietname, Israel, Índia, Brasil, Chile e Colômbia.

Artigo anteriorJaguar cria sistema de armazenamento de energia a partir de baterias usadas
Próximo artigoOperador turístico Lusanova com certificado de sustentabilidade