Da esquerda para a direita: Marcus Osegowitsch, CEO da VW Itália; Papa Francisco; Imelda Labbé, membro do conselho de administração com a pasta das vendas, marketing e após venda dos veículos de passageiros da VW; e Christian Dahlheim, CEO da Volkswagen Financial Services AG

Imelda Labbé, Membro do Conselho de Administração para o Marketing, Vendas e Pós-Venda da Volkswagen, e Christian Dahlheim, Presidente do Conselho de Administração da Volkswagen Financial Services AG, entregaram pessoalmente os dois primeiros veículos elétricos ao Vaticano, duas unidades ID.3 Pro Performance.

O Estado da Cidade do Vaticano está empenhado na implementação de soluções sustentáveis que permitam reduzir, em termos concretos, o impacto da ação humana no ambiente, de modo a proteger o planeta.

A mobilidade está no centro de um programa específico denominado “Conversão Ecológica 2030”, que tem como objetivo reduzir a pegada de CO2 da frota de veículos do Estado. Para tal, os veículos existentes devem ser gradualmente substituídos por unidades elétricas, de forma a tornar toda a frota neutra em termos de emissões de CO2 até 2030.

A Volkswagen está a apoiar o Estado da Cidade do Vaticano (ECV) na transição para a mobilidade sustentável. No início de 2024, a Volkswagen irá entregar cerca de 40 veículos 100% elétricos da família ID. numa frota composta por modelos das gamas ID.3, ID.4 e ID.5. Os veículos fazem parte da estratégia de descarbonização do ECV, tendo como objetivo a neutralização carbónica da frota até 2030.

Os veículos de emissões zero das marcas do Grupo Volkswagen serão progressivamente entregues através da Volkswagen Financial Services a partir do início de 2024 e até que toda a frota tenha sido completamente substituída, em 2030.

Artigo anteriorNOS entra no negócio das casas inteligentes
Próximo artigoCuritiba eleita cidade inteligente de 2023 no Smart City Expo World Congress