A Miio, empresa portuguesa fundada em 2019 que desenvolveu uma das aplicações mais utilizadas pelos utilizadores de veículos elétricos, foi comprada pela Repsol. A Repsol anunciou a aquisição de uma participação maioritária da Miio, “como parte dos objetivos estabelecidos no seu plano estratégico” e que incluem alcançar um objetivo de zero emissões líquidas, até 2050.

A Miio, que integra desde julho de 2022 o portefólio da Portugal Ventures, sociedade de capital de risco que integra o Grupo Banco Português de Fomento, dedica a sua atividade a simplificar a mobilidade elétrica, tendo desenvolvido soluções pioneiras de carregamento para veículos, para consumidores finais e para empresas.

Com o investimento nesta operação, a Repsol reforça a sua aposta na área da mobilidade elétrica.

Paloma Gallo, responsável pelo desenvolvimento da Mobilidade Elétrica em Portugal, destaca que esta parceria permite-nos “alargar o nosso portfólio e a colocar em prática o nosso conhecimento no âmbito da Mobilidade Elétrica. Acreditamos que a nossa expertise, aliada à presença no mercado ibérico, vai impulsionar significativamente a oferta de soluções inovadoras que satisfazem as necessidades distintas dos nossos clientes.”

A Repsol tem mais de 1800 pontos de carregamento instalados na Península Ibérica, dispondo de pontos de carregamento elétrico rápidos e ultrarrápidos, em estações de serviço, nos principais corredores da Península Ibérica, com ligações compatíveis com qualquer tipo de veículo elétrico.

“Esta colaboração é uma alavanca que nos ajudará a impulsionar a mobilidade elétrica”, diz daniela simões

“Estamos muito entusiasmados em dar as boas-vindas à Repsol. É um marco que celebra não só o nosso crescimento, mas também a visão partilhada de inovação e sustentabilidade. Ampliamos, assim, as nossas capacidades para aprofundar a internacionalização e enriquecer ainda mais o portfólio dos produtos miio. Esta colaboração é uma alavanca que nos ajudará a impulsionar a mobilidade elétrica e a fortalecer a nossa trajetória de independência e inovação”, afirma Daniela Simões, CEO e Co-Fundadora da Miio.

Por outro lado, Teresa Fiúza, Vice-Presidente da Portugal Ventures sublinha que “a Portugal Ventures orgulha-se de ter contribuído para o crescimento da Miio, que atualmente se posiciona como um dos principais players da mobilidade elétrica em Portugal. Através do nosso investimento conseguimos garantir à equipa da Miio, representada pela CEO Daniela Simões, os meios financeiros necessários e o know-how que permitiu à empresa alcançar vários objetivos, resultando no reconhecimento da Repsol e a respetiva aquisição maioritária, o que irá permitir a internacionalização e potenciar o desenvolvimento do produto da Miio”.

Em 2022, a Miio expandiu-se internacionalmente, com a entrada nos mercados espanhol e francês. Atualmente, conta com mais de 280 mil utilizadores registados nos três países, uma comunidade que representa cerca de 70% do mercado português de utilizadores de veículos elétricos e plug-in.

Artigo anteriorEfacec vai fornecer 132 carregadores rápidos a empresa nos EUA
Próximo artigoManequins femininos: mitos da igualdade de género na segurança automóvel?