Viver numa cidade inteligente pode tornar os habitantes mais felizes

Três quartos das pessoas que vivem no Egito, Arábia Saudita e nos Emirados Árabes Unidos (76%) concordam que viver numa cidade inteligente os tornaria mais felizes.

0
782

O relatório da Mastercard sobre as Cidades do Futuro na região do Oriente Médio e Norte da África (Mena) permitiu averiguar que os habitantes (76%) nesta geografia consideram que seriam mais felizes numa cidade inteligente. O mesmo documento permitiu ainda concluir que o avanço tecnológico gera mais otimismo do que preocupação, sendo a redução da atividade física a principal preocupação, seguida pela redução da interação humana e a perda de empregos tradicionais. A Inteligência Artificial (IA) e o conhecimento das máquinas são consideradas as tecnologias mais importantes para as cidades do futuro.

O inquérito mostrou que a sociedade da região Mena acredita que soluções inteligentes vão contribuir para que a energia limpa e renovável cheguem ao topo da lista dos resultados esperados em toda a região Mena no que respeita à ação climática.

Os residentes da Mena também gostariam de ver a digitalização tornar o ambiente de vida, os locais de trabalho e as experiências de pagamento mais eficientes. O acesso digital a serviços como bancos, utilidades e transporte lidera a lista de aspetos que melhorariam a sua experiência diária de vida numa cidade, seguido por forte privacidade e dados pessoais seguros e uma única plataforma digital que integra todos os serviços e informações.

As parcerias para a inovação urbana também foram destacadas neste relatório. A Mastercard é disso um exemplo, estando envolvida em inúmeros projetos com outras entidades. A empresa no desenvolvimento da mobilidade urbana, nomeadamente no metro de Riade e também se associou à Grande Municipalidade de Amã para lançar o primeiro ecossistema de pagamento de trânsito da Jordânia, abrindo o caminho para pagamentos digitais sem problemas em toda a rede de transporte público.

No Dubai, ao lado do governo dos Emirados Árabes Unidos, a Mastercard implementou um Centro Global de Tecnologia Avançada de IA e Ciber Tecnologia para acelerar a pesquisa em IA generativa. A Mastercard associou-se também à Capital Administrativa para Desenvolvimento Urbano para construir a eficiente infraestrutura digital que permitirá que a Nova Capital Administrativa se torne a primeira cidade sem dinheiro do Egito.

Artigo anteriorEUA vão financiar projetos de energias limpas no valor equivalente a impostos diretos em Portugal
Próximo artigoMobi.e desafia municípios a terem “Ruas Elétricas” nos seus territórios