Universidade de Coimbra vai dar curso breve de Restauro Ecológico de Rios e Sistemas Costeiros

As inscrições para a segunda edição do curso de Restauro Ecológico de Rios e Sistemas Costeiros já estão abertas. A formação será ministrada entre 3 e 7 de junho.

0
961

Já estão abertas as inscrições para a segunda edição do curso não conferente de grau de “Restauro Ecológico de Rios e Sistemas Costeiros”, que a Universidade de Coimbra (UC) acaba de lançar no Campus da Universidade de Coimbra na Figueira da Foz (CUCFF). A formação breve será ministrada entre 3 e 7 de junho de 2024.

O curso é organizado pelos investigadores da UC, Departamento de Ciências da Vida e do MARE/ARNET, Maria João Feio e João Neto. Fazem parte do programa mais de uma dezena de palestras de professores que irão abordar temas como a história do restauro ecológico em rios e estuários, drenagem urbana e gestão de cheias ou avaliação de risco ambiental em zonas portuárias. Serão cobertos tópicos essenciais à elaboração de projetos de restauro ou ao desenvolvimento de planos de medidas, ligados à hidrologia/hidráulica, biologia ou serviços dos ecossistemas em causa. 

Este curso está integrado no projeto Living the Future Academy, que tem como objetivo “a preparação de pessoas, organizações e territórios para a implementação de decisões inteligentes, de forma sustentável e estratégica, inspirando a mudança paradigmática necessária à liderança cooperativa e à transição para uma Sociedade 5.0”. Nesse âmbito a sua frequência é financiada, a 100%, pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Os destinatários desta formação são estudantes do ensino superior; bacharéis ou licenciados, preferencialmente nas áreas de Ecologia e Engenharia do Ambiente.

As inscrições estão abertas até 20 de maio e as vagas são limitadas. Mais informações sobre as atividades e a oferta formativa do Campus da Universidade de Coimbra na Figueira da Foz estão disponíveis em www.uc.pt/cucff.

Artigo anteriorMobilidade, pagamentos e descarbonização
Próximo artigoSoluções pioneiras para tornar as cidades mais habitáveis e sustentáveis